Artigos

Ainda nesses dias

Ainda hoje venho desejando que este ano se acabe.

Não porque chegará o Natal e o Ano Novo,

mas é porque estaremos viajando de novo.

 

A viagem será diferente este ano,

rever nossos parentes terá uma nova sensação,

a de estarmos juntos novamente num ano totalmente avesso a uma aglomeração.

 

Parece que a este desejo de os rever

e a saudade de muitos meses

somaremos o fato de termos novas expectativas,

o que sempre temos destas vezes,

porém agora com uma perspectiva e um desejo de um ano muitíssimo melhor acontecer.

 

Falo que este foi um ano de amplas dissonâncias,

estivemos e ainda estamos espantados com tanta falsidade e negação da realidade.

Mas quando consideramos estas coisas e as pesamos com a solidariedade espontânea que

houve em diversas circunstâncias,

concluímos que há um movimento de oposição que merece o apoio de toda sociedade.

 

É o trabalho de cada um neste sentido que fará a diferença.

Não importa qual seja nossa crença.

O melhor deste ano foram os gestos positivos e o esforço mundial para melhorar a situação em vários aspectos.

Muito embora nosso país tenha contribuído negativamente,

aqui apareceram muitos valores, felizmente.

 

São esses dias que motivaram esta reflexão.

O final do ano, com nossa colaboração terá um outro gosto:

o de que veremos o ano surgir sob nova motivação,

deixando de lado discursos vazios de quem enfrenta a realidade virando o rosto.

 

21/11/2020

Ivan Costa

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir:


Ivan Costa

Ivan Costa

Médico do Trabalho