Notícias

CAOS no INSS: centrais sindicais protestam contra descaso e má gestão do governo Bolsonaro

Em Santo André o ato foi em frente à Agência do INSS na Vila Bastos

Esta sexta, 14 de fevereiro, foi dia nacional de protestos contra o desmonte do INSS. Centrais sindicais, lideranças locais e movimentos sociais realizaram atos por todo o Brasil. Em Santo André, o ato teve início às 9 h, com presença da diretoria e militância do Sindicato dos Químicos do ABC.

Trabalhadores estão sofrendo nas filas, tentando obter auxílio doença, tentando aposentar e tendo benefícios negados graças ao desmonte do INSS promovido pelo governo. Atualmente, mais de 2 milhões de brasileiros estão na fila aguardando análise de pedidos de benefícios.

Já são 108,3 mil mulheres que deram entrada no pedido de salário-maternidade  aguardando o INSS analisar o requerimento há mais de 45 dias, prazo oficial para o órgão dar a resposta, de acordo com a Lei.

Estão na fila desempregadas e trabalhadoras domésticas, rurais e autônomas que se afastaram das suas atividades porque tiveram bebês, adotaram filhos ou sofreram um aborto espontâneo, provocados por risco de vida para a mãe ou estupro, a critério médico.

 

 

 

O secretário-geral e de imprensa do Sindicato dos Químicos do ABC, Paulão, fala no ato em frente à Agência de INSS de Santo André, na Vila Bastos.

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: