Notícias

Greve de duas horas na DJ conquista negociação

Paralisação foi deflagrada por que os trabalhadores não concordam com a mudança na jornada de trabalho

Após duas horas de paralisação, os trabalhadores da empresa plástica DJ, em São Bernardo do Campo, decidiram suspender a greve iniciada nesta sexta-feira, 4 de maio, devido à empresa recuar da sua intransigência e chamar o Sindicato para negociação.

A greve foi deflagrada por que os trabalhadores não concordam com a mudança na jornada de trabalho que a empresa quer implantar. A alteração não é na carga horária semanal, que se mantém 42h, mas no acréscimo de dias. Pelas novas regras, os trabalhadores passam a trabalhar também aos sábados.

“Nós tentamos negociar antes, mas a empresa se recusou a falar com o Sindicato e chegou a nos expulsar da porta de fábrica ontem, quando viemos conversar com os trabalhadores”, relata o dirigente do Sindicato Sérgio Carasso. “O descontentamento com a proposta de alteração de jornada é geral, pois representa a perda do convívio familiar e social, prejudicando a qualidade de vida do trabalhador e da trabalhadora. Além disso, a empresa também tem problemas com desvio de função, então também lutamos por trabalho igual, salário igual”, completa o sindicalista.

Na reunião com a empresa ficou acertado que será realizada nova negociação na próxima semana, agora com a presença dos respectivos departamentos jurídicos. Dessa forma, a greve permanece suspensa até que os trabalhadores avaliem os resultados das negociações.

A empresa emprega cerca de 140 trabalhadores.

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: