Notícias

Principais adoecimentos do trabalhador químico: Cortes e contaminações; Ler/Dorts e doenças mentais

Essas entre outras informações fizeram parte do Seminário realizado pela Fetquim dias 1 e 2 de dezembro

A Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico da CUT no Estado de São Paulo (Fetquim) realizou nos dias 1 e 2 de dezembro passado o Seminário sobre Saúde e Condições de Trabalho, com o objetivo de capacitar dirigentes e representantes sindicais. Quem sediou a atividade foi o Sindicato dos Químicos Unificados, em Campinas.

“Em síntese, o Seminário abordou os principais problemas de adoecimento do setor químico. Em primeiro lugar vem as lesões cortes e contaminações. Em segundo, as Ler/Dorts, seguidas pelas doenças/sofrimentos mentais, que perpassam todas as outras doenças, sendo o problema mais agudo segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em quarto lugar estão as doenças digestivas, seguidas pelas doenças cardíacas”, informou o ex-presidente do Sindicato, Remigio Todeschini, que atualmente assessora a Fetquim na área de SST e Previdência.

As discussões também revisitaram as principais lutas e greves relacionadas às contaminações e condições de trabalho, greves e mobilizações históricas que aconteceram no Grande ABC como Ferroenamel, Matarazzo, Solvay Indupa e Petroquímica União (PQU).

Entre as lutas mais recentes, os presentes abordaram a conquista da proteção de máquinas no Setor Plástico e a luta contra as contaminações da Shell/BASF, em Campinas;

“Para enfrentar tudo isso, é necessário reforçar o trabalho da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – a CIPA, e as comissões de representação dos trabalhadores, como Comissão de Fábrica e o Sistema Único de Representação (SUR), e aprofundar os problemas com estudo e pesquisa da saúde mental e trabalho a partir dos sindicatos filiados à Federação”, pontuou Todeschini.

Vários dirigentes do Sindicato participaram das discussões, e para o secretário de Saúde, Trabalho e Meio Ambiente, Paulo Sergio, o seminário foi excelente em conteúdo e participação. “A palestra do Dr. Wanderley, que denunciou que os problemas mentais só aumentam mostrou a necessidade de um projeto de pesquisa junto ao Ministério Público do Trabalho para entender todas as questões relacionadas à saúde mental”, completou.

Confira aqui a integra da programação do Seminário.

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: