Notícias

Setor Farmacêutico: primeira rodada de negociação fecha em reposição da inflação e manutenção de direitos

Reunião foi realizada na manhã desta sexta-feira, 29, em São Paulo

Na primeira rodada de negociações da Campanha Salarial 2019 dos Farmacêuticos, realizada na manhã desta sexta-feira (29/03) na sede do Sindicato dos Químicos de SP, o sindicato patronal SINDUSFARMA aceitou renovar a Convenção Coletiva dos trabalhadores e trabalhadoras do setor farmacêutico por mais um ano e criar um Grupo de Trabalho formado por representantes das federações sindicais (Fetquim/CUT e Fequimfar/Força Sindical) para discutir nos próximos seis meses as mudanças das novas leis trabalhistas.

Para o coordenador político da Fetquim e diretor do Sindicato, Aírton Cano, "a manutenção das cláusulas sociais é uma importante conquista neste momento conturbado, com patrões e governo unidos pela retirada de direitos”.

Na ocasião também foi apresentada a contraproposta econômica – veja abaixo. O Sindicato e demais entidades representadas pela Fetquim agora ouvirão os trabalhadores nas respctivas assembleias para se posicionarem sobre a proposta.

A proposta:

Reajuste Salarial: 

• 100% INPC (estimativa 4,22%) com teto de R$ 8.800,00 (reajuste 3,39%)

Piso Salarial

• para empresas com até 100 trabalhadores: R$ 1.552,28 (reajuste 4,63%)

• para empresas acima de 100 trabalhadores: 100% INPC ou R$ 1.740,32

PLR mínima

• para empresas com até 100 trabalhadores: R$ 1.766,82

• para empresas acima de 100 trabalhadores: R$ 2.451,46

Auxilio Alimentação

 para empresas com até 100 trabalhadores: R$ 233,00

• para empresas acima  100 trabalhadores: R$ 350,00

Renovação  das cláusulas sociais com compromisso de grupo de trabalho durante 6 meses para discutir alterações (possibilidade aditamento da CCT).

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: