Notícias

É brasileira e do ramo químico a primeira mulher a ocupar uma das vice-presidências da IndustriALL

Lu Varjão, que já presidiu a CNQ, representará a América Latina e Caribe na organização que reúne 51 milhões de trabalhadoras

Presidenta da CNQ por dez anos e, atualmente, Secretária de Relações Internacionais da confederação, a companheira Lucineide Varjão (foto) foi eleita, nesta terça-feira (14/09), para o cargo na entidade que reúne sindicatos de trabalhadoras e trabalhadores da indústria do mundo inteiro.

Em decorrência da pandemia da Covid-19, o 3º Congresso da IndustriALL ocorreu virtualmente, entre os dias 14 e 15 de setembro, com a participação de milhares de representantes do movimento sindical.

Além da Presidência Global (que segue com Jörg Hofmann) e da Secretaria-Executiva (brilhantemente conduzida pelo companheiro Valter Sanches nos últimos anos e para a qual foi eleito Atle Høie), a estrutura da organização é composta por seis vice-presidências, com representantes das diferentes regiões globais.

Lu Varjão, da CNQ/CUT, ocupará, pelos próximos quatro anos, uma dessas vice-presidências, representando a América Latina e o Caribe. A eleição da chapa contou com 97,23% dos votos.

“Será um trabalho árduo, com imensos desafios para o movimento sindical e para a classe trabalhadora. Os donos do capital querem jogar a conta da crise para cima de nós. Temos que enfrentar a onda ultraliberal, que quer a todo custo, exterminar nossos direitos. Além disso, temos uma economia cada vez mais globalizada, com avanços tecnológicos e colapso ambiental. Só conseguimos encarar tantas lutas, se estivermos unidas e unidos. Por isso, não podemos jamais deixar de empreender esforços para incluir nesses processos mulheres, negras e negros, companheiras e companheiros LGBTQIA+, pessoas com deficiência. Ninguém pode ficar de fora”, avalia a dirigente.

Comitê Executivo

Para o trabalho na IndustriALL na América Latina e Caribe, Lu Varjão atuará coletivamente com o Comitê Executivo Regional, composto por outros cinco companheiras e companheiros: Monica Veloso (CNTM-Brasil); Napoleón Gómez Urrutia (SNTMMSRM-México); Madalena Mondolo (FETIA-Argentina) e Horacio Fuentes (CONSTRANMET-Chile); além de Edson Bicalho (FEQUIMFAR-Brasil) e Maicon Vasconcelos da Silva (CNM -Brasil), que assumirão um dos postos intercaladamente durante os dois biênios da gestão.

“É muita responsabilidade, mas também muita alegria. É importante dizer que não cheguei aqui sozinha. São muitos anos de dedicação e construção dentro do movimento sindical. Só me cabe agora agradecer e retribuir a confiança. Conto com apoio de todas e todos na nova etapa”, afirma Lu Varjão.

Presidente da CNQ/CUT, Geralcino Teixeira, que também participou do congresso, classifica a eleição da companheira para a vice-presidência da IndustriALL na América Latina como histórica para a CNQ, para o ramo químico e para o movimento sindical brasileiro.

Organização Global

A IndustriALL representa 51 milhões de trabalhadoras e trabalhadores de 140 países.

A organização foi fundada em 2012, a partir da fusão de três sindicatos globais que representavam os ramos químico (ICEM), metalúrgico FITIM e têxtil/vestuário/couro (ITGLWF).

No Brasil, são afiliadas à IndustriALL organizações sindicais dos ramos químico, metalúrgico e do vestuário, da CUT e da Força Sindical.

Fonte: CNQ/CUT

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: