Notícias

Morre em Guarulhos Aristides Castelo Hanssen, irmão do sindicalista químico Olavo Hanssen, que foi assassinado pela ditadura militar

Faleceu na manhã desta sexta-feira, 6 de março, no Hospital Geral  de Guarulhos, o jornalista, poeta e escritor Aristides Castelo Hanssen, aos 78 anos. Aristides era irmão de um grande conhecido da categoria química do ABC: Olavo Hanssen – operário de uma empresa química em Santo André que morreu após ser submetido a intensas sessões de tortura nas dependências do Departamento de Ordem Política e Social (Dops), no Centro de São Paulo, em maio de 1970. Ele entregava panfletos para uma celebração intersindical em comemoração ao Dia do Trabalhador.

Aristides, como Olavo, nasceu em São Paulo, passou parte de sua infância em São Bernardo do Campo e a adolescência em Mauá (SP). No ABC, atuou no jornal Correio Metropolitano e mudou-se para Guarulhos para trabalhar na Folha Metropolitana, no fim dos anos 1970.

Como jornalista, trabalhou por muitos anos no Jornal Olho Vivo e de forma intermitente na Folha Guarulhense, assinando como Ari Casagrande. Depois disso, como colaborador, publicou artigos em vários veículos de comunicação, incluindo o Diário de Guarulhos e a Folha Metropolitana.

A diretoria do Sindicato dos Químicos do ABC manifesta seu pesar e sua solidariedade aos familiares e amigos.

Aristides Castelo Hanssen, PRESENTE!

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: