Notícias

UCI-FARMA: trabalhadores e trabalhadoras parados por tempo indeterminado

Decisão foi tomada nesta manhã de segunda (20), após um grande ato de protesto realizado pelo Sindicato. A empresa apresenta posturas antissindicais, atrasa salários e demais direitos dos trabalhadores

Os trabalhadores e trabalhadoras da farmacêutica UCI-Farma decidiram cruzar os braços por tempo indeterminado.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira, 20 de janeiro, após a realização pelo Sindicato de um grande ato de protesto em frente a empresa, em São Bernardo.

"A empresa está com posturas antissindicais e não vem cumprindo com suas obrigações junto aos trabalhadores e trabalhadoras", denuncia a diretora do Sindicato e trabalhadora da UCI-Farma, Lucimar Rodrigues. "O pagamento dos décimo-terceiros de 2018 e 2019 estão em atraso, o FGTS não vem sendo recolhido, INSS não está sendo pago e férias, PLR e salários também atrasados", elenca a diretora.

A CUT ABC, vários sindicatos da região, parlamentares e personalidades políticas participaram do protesto. A TVT também enviou reportagem.

Encaminhamentos

Além da paralisação por tempo indeterminado, o presidente do Sindicato, Raimundo Suzart, se reúnirá ainda nesta segunda-feira com representantes do SINDUSFARMA (sindicato patronal do Setor Farmacêutico).

Haverá nova assembleia com os trabalhadores amanhã (21/01). A empresa só se reunirá com o Sindicato na quarta-feira 22.

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: