Notícias

FETQUIM e NEVIS/UnB lançam livro sobre agonia e sofrimento de contaminados pela Covid-19

O ex-presidente do Sindicato, Remígio Todeschini, é um dos autores da publicação

Fruto da Pesquisa de Estudos de Casos sobre contaminados por Covid-19,  a Fetquim-CUT e o NEVIS da Universidade de Brasília, foi lançado o livro: Agonia e sofrimento dos trabalhadores contaminados pela Covid-19, na reunião da Direção da Fetquim no último dia 06 de outubro, cujo  estudo e análise foi  realizado  pelo Pesquisador da UnB, Remígio Todeschini.

Os resultados preliminares tinham sido divulgados no site da  Fetquim em junho de 2020, tendo como uma das primeiras conclusões,  entre químicos e petroleiros, que dos 10 contaminados seis deles foram por contágio no ambiente de trabalho, devido falta de medidas de proteção e de distanciamento social em trocas de turnos, vestiários, banheiros e locais de produção.  O livro detalha o sofrimento de 10 trabalhadores tanto físico, sequelas e o relato minucioso de problemas psíquicos, como medo, ansiedade, angústica, estresse, solidão, confusão mental entre outros sintomas e problemas familiares e sociais. 

O Professor Wanderley Codo, da Universidade de Brasília, comentando o livro declara que a Covid-19 : " Trouxe consigo o sofrimento psíquico que persegue os seres humanos com a mesma ferocidade do virus. O livro cumpre a lacuna, revela a dor que não aparece nos jornais."

Para Airton Cano, coordenador político da Fetquim, no seu Prefácio do livro, diz que é mostrado " o sofrimento psíquico, físico, familiar e social de trabalhadores químicos e petroleiros em serviços essenciais."

André Henrique Alves, Secretário de Saúde da Fetquim, que fez a apreentação da edição do livro, diz que " Em muitos locais faltaram medidas de proteção preventivas e não foram evitadas aglomerações, daí a importância permanente da preservação da saúde dos trabalhadores."

O livro poderá ser um subsídio importante para as direções sindicais e jurídicos das entidades para garantir os direitos previdenciários dos trabalhadores que foram contaminados a partir dos locais de trabalho.

O livro está à disposição dos interessados através de download no site aqui da Fetquim, e também no site do NEVIS.

Texto escrito por Fetquim.

DGABC repercute lançamento

Covid-19 e o drama do trabalhador. Completa-se uma trilogia 

O jornalista Ademir Médici, organizador do livro de memória dos 70 anos do Sindicato dos Químicos do ABC, repercutiu o lançamento do livro na edição do Diário do Grande ABC desta quarta-feira, 6 de outubro.

"Remígio Todeschini, o Remi, pesquisador da Universidade de Brasília com raízes na região - foi presidente do Sindicato dos Químicos do ABC e superintendente do Instituto de Previdência de Santo André – completa com este livro uma trilogia não planejada iniciada pelo sociólogo Luiz Pereira nos anos 60 e seguida pelo advogado Antonio Possidonio a partir do final dos anos 70 e continuada até 2005.

Os três autores dão voz ao trabalhador do Grande ABC em diferentes momentos: Pereira focalizando o sistema educacional numa área operária, Possidonio ouvindo os metalúgicos que entre anos 70 e 80 colocaram a região no mapa social do Brasil e Todeschini mostrando mais um drama vivido pela categoria química e petroquímica vítima da Covid-19 em pleno ambiente de trabalho."

Leia a íntegra AQUI

 

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: