Notícias

JOÃO FELÍCIO: memórias de um guerreiro da classe trabalhadora! Presente sempre na luta de todos os trabalhadores

Confira artigo do ex-presidente Remígio Todeschini, que conviveu com João Felício na direção d CUT

Por Remígio Todeschini, ex-presidente do Sindicato dos Químicos do ABC

João Felício, professor, que adorava cultura e  artes, foi militante permanente nas lutas dos professores e de todos os trabalhadores. Tive a oportunidade de conviver diariamente com ele durante 8 anos de 1995 a 2002, quando representava o Sindicato dos Químicos do ABC na executiva Nacional da CUT. Foi Secretário Geral da CUT Nacional e a partir de 2003 foi seu presidente, no início do governo Lula. Também foi o primeiro trabalhador brasileiro a presidir a Confederação Sindical Internacional.

Sempre mostrava posições firmes e resolutas que fizeram avançar a luta dos trabalhadores. Um articulador e organizador nato dos trabalhadores em todos os ramos, e pelo fortalecimento da Central Única dos Trabalhadores. Enquanto presidente e Diretor da Apeoesp lutava pela permanente valorização dos professores, com suas greves memoráveis e com as permanentes idas a Brasília de professores que conseguiram a aposentadoria especial reduzida para os professores. Lutador das diretas já, lutou contra a ditadura militar, e pela organização dos trabalhadores do serviço público em sindicatos com a Constituição de 1988.

Fortaleceu a organização da CUT junto aos Sindicatos em diversos Estados. Lutador incansável pela construção da Confederação Nacional de Educação (CNTE). Sua atuação tanto dentro da CUT como entre os professores garantia o avanço da luta.  Alertava, em assembleias e plenárias da CUT,  que a luta de todos deveria ser coesa e que internamente não houvesse “jaguatiricas ensandecidas” que atrapalhassem as lutas gerais. Denunciava permanentemente a nível internacional a perseguição e prisão arbitrária do companheiro Lula.

Incansável na luta até o fim, e lutava também nestes últimos tempos, e podemos usar a expressão dele da  Jaguatirica ensandecida do ultraliberalismo fascista,  Bolsonaro ! Não se deixou esmorecer por um câncer, e participava de reuniões, atos, atividades até o último dia de sua vida!

João Felício, exemplo incansável de luta  nos ensina que não devemos esmorecer nunca na luta contra o fascismo atual e a defender permanentemente o direito dos trabalhadores!

Resistir sempre! João Felício presente.

 

 

Compartilhar com:

Enviar:

Imprimir: